domingo, 28 de julho de 2013

Preciso crer que existem finais felizes...


Mais uma daquelas histórias que nos fazem ver o que a vida tem se tornado:


 
'Quem são vocês?' - é o que ela nos diz com os olhos.
 
A Bety foi devolvida há oito dias, quatro anos após ter sido adoptada na União Zoófila. Ontem, pela primeira vez, ontem, comeu alguns grãos de ração.
 
Diante da Bety têm estado sempre ...quatro pratos - um com ração de uma espécie, outro com ração diferente, o terceiro com arroz e frango e outro com paté. Ontem, pela primeira vez, a Bety comeu alguns grãos de ração.
 
Ela não vai esquecer aquele dia em que a deixaram porque faz alergia à pulga e tem mau aspecto devido à gravidez psicológica.
 
Ela não vai esquecer-se de ter fincado as patinhas, resistindo com todo o corpo quando viu os que não mereciam ser seus donos afastarem-se quatro anos depois.
 
Ela não vai esquecer-se de ter arranhado o portão com as unhas, de ter tentado escavar por baixo dele para correr atrás de quem não teve vergonha de a deixar para trás, mesmo tendo a UZ oferecido ajuda para a tratar da alergia à pulga e da gravidez psicológica.
 
Ela não vai esquecer mas, um dia, resigna-se. Resigna-se à tristeza de ter de viver num abrigo.
 
Conhece esta cadela? Conhece os que a deixaram para trás? Saiba que é gente completamente sem valor.
 
#Impossível não se emocionar com a história da Bety, sinceramente espero que alguém que tenha conhecimento dela queira, ou melhor, possa dar um lar para ela, se possível até que ela parta deste mundo...
 
Lembrando que mesmo que não se possa adotar, podemos contribuir com ração... mais informações aqui.

:]

2 comentários:

Mira disse...

Mila, que desumano é abandonar
animais de«estimação» os animais
sofrem com o abandono, é o mundo
que temos...espero que agora fique
bem, boa semana beijos

Jussara Neves Rezende disse...

Tadica! :(