quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Livro: Débora Conta Histórias

Débora Seabra é uma pessoa com plena consciência da grandiosa missão do professor: participar da educação de uma criança é coisa séria e não há ninguém mais habilitado para falar de inclusão social, superação de preconceitos, generosidade e tolerância do que ela. Débora experimenta isso diariamente. 
Primeira portadora da síndrome de down a se formar professora no Brasil, num país onde há cerca de 300 mil pessoas com a síndrome e apenas pouco mais de cem estão no mercado de trabalho, Débora se inspira em uma amiga querida e fundamental em sua vida: sua antiga professora Sandra Nicolussi. Através de uma pequena personagem – também chamada Sandra – e tudo o que a menina vive em uma fazenda, a autora mostra o carinho pela amiga e conta histórias sobre inclusão e superação das dificuldades e do preconceito, além da importância da amizade. 


Ela escreve fábulas curtas e divertidas sobre como deficiências e diferenças não impedem a construção de belas relações de afeto. Tudo isso, em alguma medida, está nesse livro. De um jeito simples, sem máscaras, genuíno. Escrito como uma surpresa natalina para os pais, Margarida e Robério, Débora conta histórias é agora um presente de Débora para todas as crianças e adultos do Brasil.

Pensar nos obstáculos geralmente nos leva a pensar na busca pela superação...
 
Fico pensando, se a vida já não se mostra muito fácil para os que se "encaixam" no dito normal, imagine então, ter de vencer os desafios de uma síndrome?!
 
Pois é, no mínimo, fica difícil ao quadrado...
 
Por isso, precisamos tanto, saber de histórias que deram certo... não quer dizer que foram-felizes-para-sempre, mas ao menos lutaram e conseguiram chegar ao patamar dos problemas comuns a maioria da população...
 
Para mim fica a dica: sempre vale a pena tentar!

:]
 

3 comentários:

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi amada!

Bela postagem!

Histórias que deram certo, merecem ser contadas.
Gostei de conhecer.

Beijos!

Selma

Jussara Neves Rezende disse...

Que fofo, desejei!

Milaresendes disse...

Oi Selma e Jussara,
fico contente que tenham gostado da sugestão.
Bjkas
Mila