terça-feira, 8 de novembro de 2011

Meu gesto de desapego *3º BookCrossing Blogueiro

Oi gente!
Passando pra contar como foi a minha participação no 3º BookCrossing Blogueiro...

O livro escolhido foi A Casa das Sete Mulheres da gaúcha Leticia Wierzchowski.

Escolhi ele principalmente pela simbologia de ser uma escritora da minha terra e também, óbvio por ser um excelente livro!

PREFÁCIO

"A Guerra dos Farrapos ou Revolução Farroupilha (1835-1845) - a mais longa guerra civil do continente - foi uma luta dos latifundiários rio-grandenses contra o Império brasileiro.
As complexas razões do levante estão nos livros de história.
O que não está nos livros de história sobre esta guerra brasileira está neste livro de Leticia Wierzchowski. Porque A Casa das Sete Mulheres é um exercício totalizador sobre a violência da guerra - de qualquer guerra - e sua influência maléfica sobre o destino de homens e de mulheres.
O líder do movimento, General Bento Gonçalves da Silva, isolou as mulheres da sua família em uma estância afastada das áreas em conflito, com o propósito de protegê-las. A guerra que se esperava curta começou a se prolongar. E a vida daquelas sete mulheres confinadas na solidão do pampa começou a se transformar...
Somente um talento literário instintivo e visceral poderia conduzir essa narrativa claustrofóbica e íntima com o sopro épico que varre as páginas do livro. As mulheres daquela casa viviam naturalmente na expectativa das notícias da guerra, que demoravam e eram lentas como as estações que se sucediam. Cartas, recados, bilhetes escritos às pressas trazidos por solitários mensageiros com meses de atraso não bastavam para redimir da solidão. A solidão sufoca. A solidão enlouquece.
As mulheres adoecem de solidão. As mulheres rezam. As mulheres esperam.
Para contar esta história, Leticia transpõe todas as fronteiras.
História e ficção, realidade e fantasia, o natural e o sobrenatural se interpenetram no cotidiano das sete mulheres, cada dia mais violento e sufocante e imutável.
Para contar esta história, Leticia assume a grandeza dos acontecimentos e os transforma em literatura fundadora, edificando um livro sem igual no panorama da literatura brasileira.
O leitor sairá desta experiência transfigurado, tocado pela dor e pela verdade que gemem nestas páginas e pela sutil beleza que a cada momento nos desconcerta.
Tabajara Ruas" 

Sendo a escolha do livro de certa forma fácil para mim, a escolha do local para "desova" não foi tão fácil assim... pensei na academia, no mercadinho, no ponto do ônibus... pensei, pensei, pensei e acabei por deixar no primeiro lugar onde parei: no balcão da padaria!
Tá gente, não me olhem assim...
Eles não vão guardar no "achados & perdidos", eu fiz o tal bilhete que explicava do que se tratava e deixei afixado na capa...
Bem, deixei numa prateleira e me pus à caminho da minha vida... alegre, faceira com o gesto que consegui realizar [parecia que eu estava era roubando... ao invés de estar deixando algo no local... rsrsrsrs].

Foi legal, um pouco sofrido, mas no fundo, no fundo, foi legal... [o coitadinho do livro que tem 611 páginas, já estava sendo alvo de poeira e traças aqui em casa]... eu sei que foi pro bem dele. snif, snif...

Depois fiquei pensando: que pena que EU não achei nenhum livro-desapegado pelo meu caminho!

Missão cumprida!!

:)

4 comentários:

Orvalho do Céu disse...

Olá
Só hoje pude passar por motivo de mudança e sem velox...
Deve gostar quem o receber... boa escolha!!!
Abraços fraternos de paz e ótimo fim de semana

Luma Rosa disse...

Mila, eu amei ler esse livro e quem o encontrou, se sentirá sortudo! Obrigada por participar e divulgar, ajudando a espalhar a ideia do BookCrossing Blogueiro e tudo o que vem agregado ao ato de "libertar" um livro.
Aproveito para contar que já agendei a 4ª Edição para a segunda quinzena de abril de 2012. A explicação para esse intervalo grande é justamente para os "apegados" se acostumarem com a ideia.
Vamos seguindo doando um pouco do que temos e motivando mais pessoas, praticando o desapego, espalhando cultura e quem sabe, despertando novos leitores?
Beijus,

Suzana Martins disse...

Eu já li esse livro e é um livro perfeito para ser "esquecido"...

Que delícia pra quem "achou"...

Parabénss...

Beijos

Milaresendes disse...

É isso gente! Até abril de 2012...