quinta-feira, 15 de março de 2012

Amor aos Pedaços, Blogagem Coletiva: Tudo começou...



"Dos começos das relações amorosas..."

'Eu e você
Não é assim tão complicado
Não é difícil perceber

Quem de nós dois
Vai dizer que é impossível
O amor acontecer'

Começou de um re-começo... passados quatro anos em que tivemos um "vamos-nos-conhecer-melhor" e que não foi muito além; reiniciamos os olhares...

Tudo começou com uma frase dita ao sabor do vento: "eu sinto que posso te fazer feliz."

Isso me desmanchou, tinha muita relutância em tentar retomar uma relação que já não havia dado certo na 1ª vez, mas essa frase me desarmou e fez meu coração bater mais forte no peito.

Rolou muita paquera, muito papo cabeça, até que finalmente depois de uns 3 meses rolou o primeiro beijo do re-começo...

Do diário da época retirei esse registro:

"Trilhamos um longo caminho até hoje, ambos sabemos das alegrias, das decepções e principalmente do porquê estamos juntos.
Quero que me permita ouvir tua voz, pois tenho a intenção de falar contigo. Conta-me tuas histórias, o teu dia, gosto de saber e imaginá-los.
Senta ao meu lado e ouve também a mim, minhas palavras, minhas histórias; não peço que as compreenda, mas as escute.
Vejo, por vezes, o cansaço que se abate sobre ti, mas lembra-te que o caminho que hoje percorres, eu o compartilho contigo.
Posso imaginar teus olhos surprezos, pois no dia-a-dia, nos vemos em lados opostos, mas seguimos na mesma direção.
Ao iniciarmos o caminho, o imaginamos sempre florido e muito iluminado, mas na medida em que avançamos, sentimos as pedras das quais não conseguimos desviar...
Conheço o caminho, conheço os detalhes de cada uma das pedras, pois trilho este chão como você.
Segura minhas mãos. Elas apesar de novas, lisas e de unhas tratadas, sentem falta de um toque, um carinho, um afago. Assim como as tuas.
Deixa eu te explicar que o pequeno sorriso que ilumina o meu rosto, vem da alegria de poder falar ao teu coração, vem da certeza de que no caminho que ambos percorremos ainda existem flores.
Guarda contigo essas palavras que somente farão verdadeiro sentido se tocarem teu coração.
Permita-se ser amado e quando verás estarás amando!"

'Se eu disser
Que já nem sinto nada
Que a estrada sem você
É mais segura

Eu sei você vai rir da minha cara
Eu já conheço o teu sorriso
Leio o teu olhar
Teu sorriso é só disfarce
O que eu já nem preciso'

:)

13 comentários:

Ana disse...

o amor é lindo!

Orvalho do céu disse...

Olá, querida amiga Mila

"Somente quem ama e se permite amar
é que detém o tesouro do
verdadeiro
AMOR!
(Kiro)

Mais uma emoção rola no ar... que maravilha poder contar com tanta gente impregnada de amor!!!
Encantada por assim dizer... Enamorada pela vida...
Amando o amor...
E pelo Amor sendo amada...

Nossa!!! Que boa pista vc troca conosco em tentar recomeçar pois sempre desistimos quando não dá certo na primeira... bem típico do pouco enamoramento/ encantamento...
Perseverar e acertar estão aliados...
Obrigada por sua participação positiva e de ânimo...

"Orvalhou o próprio Céu ante a face do Senhor"...
Bjm encantado e uma noite amorizada pra vc.

Anônimo disse...

Você explorou o tema profundamente...
http://anabelaemblogagenscoletivas.blogspot.com/

Maria Luiza disse...

Resendes, muito interessante esse esse no final. É a primeira vez que vejo. Meu Tony era Rezende. Bem, Maria Emilia gostei tanto que aqui estou parabenizando-a pela sua linda participação nessa blogagem coletiva das meninas. Gostei de ler suas memórias. Um grande e forte abraço!

elvira carvalho disse...

O amor até pode brotar impetuoso como água duma fonte. Mas se não for cuidado, estimulado, e protegido ele não dura muito.
Um abraço e bom fim de semana

marcela disse...

Que coisa mais fofa! Encantada...

Bel Rech disse...

O re-começo é um encantamento vivo de existe amor...
Paz e bem

Virginia Jesus Fassarella disse...

Maria Emília fiquei encantada com a sua história. Parabéns pela postagem. Prazer em conhecê-las. Beijos.

acessoriosvimaje-coisasdemulherzinha.blogspot.com
artelivrevimaje.blogspot.com

Teresa disse...

Gostei muito do seu texto. Muito bem escrito. O amor é um sentimento tão comum, mas eleva-nos até picos da maior beleza.
Bjs

RUTE disse...

Olá Mila,
foi com muita alegria e também algo emocionada que encontrei aqui um recomeço encantado.

Incrivel como a diversidade reinou na nossa coletiva. As participações são todas elas tão diferentes umas das outras e ainda assim complementares. Todas sem exceção enriqueceram a palavra amor dando a faceta do encanto nos mais diversos enfoques.

Maravilhoso seu texto.
Me emocionou verdadeiramente.
Quero parabenizar ambos pela nobreza de reconhecerem que ainda havia encanto por descobri numa relação já conhecida.
Beijinhos.
Rute

Zilda Santiago disse...

Adorei a encantadora forma como narrou!!Bjss
Estou participando com dois blogs,tentando mostrar algo mais sobre a fase do encantamento comum a todas nós!!!http://zildasantiago.blogspot.com
http://rumoslibertadores.blogspot.com

Luma Rosa disse...

Mila, atrasada para ler a sua participação, mas espero que compreenda, estou doente e ainda tive dar meu ombro a uma amiga que perdeu o marido. Não são coisas que encantam... eu sei, assim como é a vida! Parece que temos que conhecer a tristeza, para valorizar a alegria. Um estica e puxa, como disse o poeta.
Eu tenho medo de recomeços e fui tentada algumas vezes, mas fugi da raia, mesmo que a vontade fosse de ir à fundo. Mas cada caso é um caso e o eu valia a pena tentar. Certos amores não são consumidos até a última gota e existe a necessidade de saber qual será o gosto final.
Pelo que eu entendi, não deu certo? Você pode contar então o seu desamor na segunda fase da coletiva (rs*) que já foi lançada!!
Boa semana!! Beijus,

Milaresendes disse...

Olá meninas Ana, Orvalho do Céu, Anabela, Maria Luiza, Elvira, Marcela, Rute, Bel, Teresa, Virgínia, Zilda e queridíssima Luma...
Fiquei muito contente com a visita de vocês e tentei retribuir o melhor possível na minha visitinha aos seus blogues...
Já me inscrevi para a 2ª Fase e que venha o Desencanto agora!
Bjkas
Mila