terça-feira, 15 de maio de 2012

Fila = careta

Cameron Diaz
Sinceramente não conheço uma pessoa na face da Terra que aceite enfrentar uma fila sem fazer ao menos uma careta de tédio, revolta, frustração, incômodo... e outras centenas de sentimentos conflituosos. As conversas são nervosas e desconexas [geralmente entre pessoas que nunca se viram ou voltarão a se ver na vida] mas elas se tratam como se fossem amigas de anos... Se alguém que não se encaixa nos esteriótipos tenta ir ao caixa preferencial [idosos, gestantes, crianças de colo, deficientes físicos] prontamente apontam o dedo para essa pessoa e dizem: essa é a fila preferencial! Achar um conhecido na fila e pedir que faça uma mão [favor] deixa a todos indignados e constrangidos... Enfim, essa deve ser uma situação já vivenciada por todos vocês e creio que as atitudes das pessoas na fila são semelhantes, independente de Estado ou País em que estejam... é careta na certa!

:)

3 comentários:

susiedesonho disse...

Sim, claro. Mas em Portugal como somos muito civilizados (ou não) ainda costuma haver muita discussão e peixeirada!

Ana disse...

depende da pessoa, acho. eu dou sempre o lugar a pessoas com crianças e grávidas e a velhinhos e também a quem tenha um ou dois artigos quando levo o carro cheio. mas nem sempre me fazem o mesmo...
beijos

Milaresendes disse...

Gurias, não adianta, fila é sinônimo de pelo menos uma ou duas caretas... é muito chato ter de ficar de pé, horas, esperando ser atendido...
Mas pelo que entendi, vocês são meninas super tranquilas...
Bjkas
Mila