terça-feira, 18 de junho de 2013

Sobre as manifestações no Brasil


Diante de tudo o que está acontecendo no Brasil estava a procura de algo que me reconfortasse... não saí às ruas para protestar mesmo entendendo que existem muitas situações que me motivassem a protestar, não deixo de gostar de esportes mesmo sabendo que talvez, teria sido melhor não sediarmos Copa das Confederações, Copa do Mundo e Olimpíadas num País que não nos oportuniza saúde e educação básicos... Mas também não quero ser pressionada a concordar com tudo o que está acontecendo nas manifestações, onde grupos de vândalos infiltrados no movimento estão levando o caos às ruas, são quebra-quebra, violência, ataque aos policiais que estão cumprindo ordens, e outros. Poxa, penso por mim mesma, não preciso ser "instruída" a odiar a mídia do meu País, visto que tem mídia boa sim! Aos que gostam de banho de chuva que saiam na chuva, aos que preferem se abrigar, deixem que se abriguem! Posto isso, quero deixar esse artigo muito bom escrito pelo Rubens do Projeto Seja Feliz.

 

O medo não tem a ver com o agora.

O medo tem a ver com o futuro, e é essa mente catastrófica que nos domina quando pensamos no futuro, que traz essa enxurrada de problemas imaginários para nos atormentar exatamente agora, quando deveríamos estar aproveitando o momento presente.
 
Os prazeres da vida, e o usufruto do agora são totalmente eclipsados pelo medo que temos do futuro, e temos que fazer com que isso não torne um comportamento contumaz.
 
Temos que ter a capacidade de abstrair do futuro, o suficiente para aproveitarmos tudo que a vida nos brinda agora.
 
A vida é boa agora, e vale à pena ser saboreada com tudo que temos direito.
 
Não temos que nos sentir culpados pelo que recebemos de bom, pela capacidade que temos de realizar as coisas e pela sorte e ajuda que sempre temos tido lá de cima.
 
Faço um convite para você neste momento, para fazer hoje um esforço especial para aproveitar o dia, o agora, este exato momento.
 
Ao acabar de ler esta postagem, focalize na sua mente algo prazeroso que quer fazer, desligue o computador e faça.
 
Simplesmente se levante, e vá na direção do que decidiu fazer.
 
Se for um passeio com o cachorro, faça isso e saboreie cada passo do trajeto. Interaja com o seu amiguinho.
 
Se for sair com a companheira, ou com o filho, faça de coração e aproveite cada momento. Converse, relembre, planeje, e não deixe que o medo das tempestades futuras desvie a sua atenção daquilo que está saboreando.
 
O mundo e o seu cotidiano, apresentam inúmeras possibilidades, e a vida é uma abundância de oportunidades, pedindo para serem aproveitadas.
 
Saboreie o momento. Não se preocupe com aquilo que não vai acontecer.
 
O futuro é, em grande conta, imprevisível. Não vale à pena dedicar-lhe tanta preocupação."
R.S. Beco
 
 
Achei importante dizer como me sinto na medida em que nos é cobrado um posicionamento público.
Claro que quero um País cada vez melhor e que estou disposta a dar o meu quinhão para que isso aconteça.
Mas do meu jeito, no meu tempo, com o meu entendimento de contribuição...
 
:]
 



4 comentários:

Mira disse...

é isso Mila ,podemos contribuir para
o nosso futuro e de outros mas ao
nosso jeito ,do nosso modo ,beijo

susiedesonho disse...

Nós temos visto aqui as notícias e não está fácil, não é? Percebo as manifestações. Não percebo a violência.

Lidiângela disse...

Estou bem assim mesmo...como tu! Beijo

Milaresendes disse...

Mira, Susie e Lidi!
Obrigado pelos comentários... realmente cada um sabe qual a sua forma para contribuir...
Bjkas
Mila